Arranjadores

Crystiane Depret Vieira

Foto

Vinda de uma família de músicos, no decorrer de seu desenvolvimento musical passou por vários instrumentos e professores dedicando-se aos instrumentos de teclas, à técnica vocal e ao Canto Coral. Graduando-se em Pedagogia pela FAI - Faculdades Associadas Ipiranga em 1993 e em 1996 em Composição e Regência pelo Instituto de Artes da UNESP, teve como mestres e orientadores grandes nomes do elenco musical, tais como: Samuel Kerr, Marisa Fonterrada, Villani Cortes, Marco Antonio da Silva Ramos, Mª Auxiliadora Guimarães, Mara Behlau, Jamil Maluf, Violeta Gainza (Argentina), László Ördög (Hungria), Clayton Miller(USA), Vitor Gabriel, Júlio Medalha, Niza Tank, Amélia Gumes, Maestro Marconi Araújo entre outros. Dentre as suas experiências destacam-se atividades como: Oficineira de Canto Coral Iniciação pela Prefeitura Municipal de SBCampo, Professora de Canto Coral pelo "Projeto Guri" na FEBEM - Unidade de Internação Provisória da Mooca/SP, Regente no projeto "Coral nas EMEBs", Regente-Monitora do Curso de Canto Coral do Projeto “Juventude Cidadã” em SBCampo, Diretora Musical do Grupo "Trilha", Integrante dos Grupos "Coral Cênico Vocal Gargarejo" e da "Orquestra Minueto", Regente no Projeto “Coral Escola da Família”/UNESCO, Regente dos Corais "Qu4tro Cantus", "Fonte de Luz" e "Coral da Igreja Quadrangular – Planalto/SBC" e Maestrina da Orquestra, Banda e Coral "Numinis". Atualmente é Proprietária e Coordenadora Pedagógica da "Dimen-Som" - Escola de Educação Musical em SBCampo/SP, Regente do “Coral Dimen-Som”, Direção do Grupo Cênico Vocal “4Cantos de São Bernardo”, Maestrina do “Instituto Antonia Maria” – Projeto “Meu Canto, Minha Vida” – Coral Batisttini, Maestrina do “Grupo Vocal do Santo Antonio”, Professora de Educação Musical do “Colégio Leonor Mendes de Barros”, Criadora da “Oficina de Teclado Para Cantores” e Pianista/Tecladista no Coral e Orquestra "Del Chiaro", realizando com estes Casamentos, Formaturas, Festas de Debutantes, Musicais, Congressos e Shows entre outros eventos em geral. Qualificações: COMPOSIÇÃO E REGÊNCIA Curso Concluído - 3.o Grau UNESP (Universidade do Estado de São Paulo) Ano: 1996 . PROFESSORA DE MÚSICA: - “DIMEN-SOM” - Escola de Educação Musical – SBC: - Instrumentos (Teclas e Cordas), Percepção, Canto Coral e Téc. Vocal. - Colégio Leonor Mendes de Barros – SBC (Desde 2017) . MAESTRINA/REGENTE: - Grupo Cênico-Vocal “4Cantos de SBC” – SBC (Desde 2001) - “Oficina de Canto Coral” – Prefeitura de São Bernardo do Campo (Anos: 2003 a 20013) - Coral e Orquestra "Del Chiaro” – SP (Desde 2012) - “Instituto Antonia Maria” – Projeto “Meu Canto, Minha Vida” – Coral Batisttini – SBC/SP (Desde 2013) - Grupo Vocal do “Santo Antônio” – SA (Desde 2017) CANTORA: - “Grupo Cênico Vocal GARGAREJO” – SBC (2002 à 2007) - “CORAL UNIFESP” – SP (2007 à 2014) - Musicais: - “Oba” – Grupo Cênico Vocal Gargarejo (2002 e 2003) - “7 Vidas do Brasil” - Coral Qu4tro Cantus (Ano: 2003) - “Rituais” - Grupo Cênico Vocal Gargarejo (2003 e 2004) - “Afro-Sambas” - Coral UNIFESP (2007) - “Kátia e Paulo” - Coral UNIFESP (2008 e 2009) - “A Noiva do Condutor” - Coral UNIFESP (2010 e 2011) - “Ópera Chica” - Coral UNIFESP (2012 e 2013) . COORDENADORA PEDAGÓGICA: - “DIMEN-SOM - Escola de Educação Musical” – SBC (Desde 1985) . ARRANJADORA - Coral e Instrumental. PIANISTA/ORGANISTA/TECLADISTA - Coral e Orquestra "Del Chiaro” – SP (Desde 2012) . COMPOSITORA. PREPARADORA VOCAL - Grupo Cênico-Vocal “4Cantos de SBC” – SBC (Desde 2001) - Grupo Vocal do “Santo Antônio” – SA (Desde 2017) - “Instituto Antonia Maria” – SBC (Desde 2013) - “FABULOUS” – O Musical – SBC (Desde 2013) . Ministra Seminários, tais como: - “Capacitação Profissional” - Curso de Instrumento (Órgão Popular e Teclado) e Regência - “Apreciação e Percepção Musical” - “Técnica Vocal no Canto Coral” - “Oficina de Teclado para Cantores”. E-mail : crysdepret@uol.com.br .

Alexandre Zilahi

Foto

Iniciou seus estudos musicais aos 6 anos, com seu pai, Zilahy Sándor e como menino cantor na Primeira Igreja Batista de São Paulo, tendo, criado o Coro de Jovens onde mais tarde foi Regente Assistente. Já dirigiu e criou dezenas de grupos corais em empresas, escolas, universidades, órgãos públicos e independentes. Atuou como Regente assistente ao lado de renomados maestros. É mestre de Banda e Fanfarra, Tem atuado tocando à frente de diversas orquestras. Professor de diversas escolas e conservatórios de música. Tem desenvolvido projetos em clubes, empresas, escolas, fundações culturais, Secretarias de Cultura Municípais e Estaduais e Ministério da Educação e Cultura e participado de painéis, festivais, workshops, mostras, palestras, etc. Como arranjador tem se destacado, tendo arranjos seus espalhados pelo Brasil e diversos países, inclusive nos Cds "Ó" do Ultraje a Rigor, Coral IMS e Madrigal da UnB, Coral Encanto, Coral Pref. Guarulhos SP, entre outros. Compôs trilhas sonoras para peças teatrais. É fundador da Fábrica de Arranjos, que distribui seus livros de Canções Infantis, Cadernos de Estudo, Arranjos e Composições. Desenvolveu e criou a ZilahiSoft: - História da Música. - Ouvido Atento - Brincando de Solfejar, Diapatrônomo e Zteclado MIDI. www.zilahi.com.br zilahi@zilahi.com.br

Ana Lúcia Iara Gaborim Moreira

Foto

Professora do curso de Licenciatura em Música da UFMS, Bacharela em Composição e Regência e Mestre em Música pela UNESP, Doutoranda em Regência Coral pela USP, onde desenvolve pesquisa sobre coro infanto-juvenil. Participou de diversos grupos corais em São Paulo, como o Coral Villa-Lobos (regência de Lígia Amadio) e o Studio Coral - Vozes Femininas (regência de Marco Antonio da Silva Ramos, representante brasileiro no Festival Internacional de Coros de San Juan, Argentina, em 2003). Integrou o grupo vocal feminino "Maria Bonita", apresentando-se em diversos espaços culturais em Campo Grande e outras cidades de MS e para o qual também escreveu diversos arranjos. Foi bolsista em Festivais Internacionais de Música, como o Festival Musica en Compostela (Espanha, 1998), Festival de Inverno de Campos do Jordão (1999) e Festival Eleazar de Carvalho (Fortaleza, 2000), onde foi aluna dos professores José Lopez Calo, Naomi Munakata e Emilio de Cesar. Foi coordenadora local dos Painéis FUNARTE de Regência Coral (2008 e 2011). É coordenadora dos projetos de extensão "Encontro de Regentes Corais" e "Simpósio Coral Infantil" da UFMS, regente da Camerata UFMS - Cordas e do PCIU - Projeto Coral Infanto-juvenil da UFMS. Na área de educação musical, participou de diversos cursos, como ouvinte e ministrante, sendo representante estadual da Associação Brasileira de Educação Musical. Profa. Ms. Ana Lúcia Gaborim Regência Coral - curso de Licenciatura em Música - UFMS Campo Grande, MS fone (67) 3345-7596 anaemarcelo440@gmail.com

Ana Yara Campos

Foto

Tem formação em música, comunicação social e pedagogia, que se integram em seu trabalho como regente, professora e arranjadora. Prestou serviços junto ao INM-Funarte, às Secretarias de Cultura (SP e PR), à Fecors (RS), ao município de São José dos Campos (SP), passou por vivências musicais na Alemanha, Itália e EUA e atuou em instituições de ensino superior paulistas, como USP, Mackenzie e PUC-Campinas. Fundou e dirigiu coros que se mantêm até o presente. Hoje, vive em Campinas (SP) e dirige dois coros (infantil e juvenil), apoiados na parceria Unicamp-Petrobrás. Mestre em Educação em 2005, seu compromisso está voltado para as práticas corais brasileiras - nas dimensões artística, educativa e social - para a formação do regente e do professor de música. anayaracoral@gmail.com

André Durval

Foto

André Durval, Maestro do Coral Vozes na Estrada (DEER-MG). Formado Licenciatura em Música com habilitação em piano (UEMG), pós graduado em Educação Musical (Unis). É transcritor do Músico Mineiro Marcus Viana. Atua como pianista, acordeonista, arranjador e professor de música. Contato: andre.durval@yahoo.com.br.

André Vidal

Foto

O maestro André Vidal é natural de Fortaleza/CE. Mestre em canto pela Royal Academy of Music (Londres, tem destacada atuação como solista em ópera, oratório e música de câmara em todo o Brasil. Paralelo ao seu trabalho como cantor, atua como preparador vocal, regente, compositor e arranjador, especialmente de música coral. Suas composições e arranjos constam do repertório de diversos grupos do Brasil, como o Coral da Universidade de Brasília, Coral da Universidade Federal do Ceará, Canarinhos de Petrópolis, Quarteto Colonial, Grupo Vocal Entre Nós, Madrigal de Brasília e vários outros. É diretor musical e regente do Grupo Vocal Boca do Mundo desde 2005. vidal_andre@terra.com.br

Angelo Dias

Foto

Ao longo de sua trajetória artística, Ângelo Dias vem desenvolvendo ampla atividade profissional no campo da música vocal, seja como regente, cantor (barítono) ou professor. Seu repertório solista abrange a canção de arte, brasileira e universal, além de outros gêneros como a cantata, o oratório e a ópera. Já atuou como solista com regentes como Helmuth Rilling (Alemanha), Daisuke Soga (Japão), Francesco Grigolo (Itália), Francis Graffeo (USA) e Thomas Sommerville (USA), além de nomes do cenário brasileiro como Norton Morozowicz, Sílvio Barbato, Marshal Gaioso, Emílio de César, Carlos Alberto Figueiredo e Osman Gioia. Ao lado da carreira como cantor, tem atuado profissionalmente como regente à frente de diversos grupos vocais e instrumentais. Nos Estados Unidos, como bolsista das universidades em que cursou mestrado e doutorado, regeu em tempo integral o University Singers, da Universidade de Wyoming e o Coro Masculino da Universidade de Oregon. De 1999 a 2008, foi regente do Coro Sinfônico de Goiânia, com o qual realizou mais de trezentos concertos documentados para a comunidade goianiense e de cidades vizinhas. Como maestro convidado, tem estado regularmente à frente de concertos com a Orquestra Sinfônica de Goiânia, a Orquestra Sinfônica Jovem de Goiás e a Camerata Jean Douliez (EMAC/UFG). Seus aclamados concertos corais-sinfônicos incluem O Messias, de Handel; O Oratório de Natal, a Paixão Segundo São João e diversas cantatas de Bach; a Missa do Orfanato e o Requiem, de Mozart; as missas Lord Nelson e Theresienmesse, de Haydn; o oratório Elias, de Mendelssohn; e o Réquiem Alemão, de Brahms, este na abertura da temporada 2017 da Orquestra e Coro Sinfônicos de Goiânia. Foi professor nos festivais de música de Londrina (2007 a 2011), no VI e VII UNIVERÃO (Universidade Católica de Recife – 2005 e 2006), e na II e III Semanas de Canto Lírico de São Luis, Maranhão (2008 e 2009). Integrou, como regente-professor, os Painéis FUNARTE de Regência Coral, tendo atuado em Cuiabá (2007), Recife (2008), João Pessoa (2009), São Carlos (2010), Quixadá (2011), Belém (2012), Teresina (2013), São João Del Rei (2014) e Aracaju (2016). Comissionado pela Fundação Nacional de Artes (FUNARTE), compôs a obra coral Duas Líricas Brasileiras, para integrar a coleção para coro juvenil daquela instituição, lançada, em 2009, em âmbito nacional e internacional. Publicou também pela extinta Cantus Quercus Press (USA). Em 2016, estreou sua própria edição/orquestração do Te Deum do pernambucano Luís Álvares Pinto (1719-1781), no projeto nacional SESC Partituras. É autor mais de uma centena de arranjos corais. Angelo Dias é Doutor em Artes Musicais (DMA) pela Universidade de Oregon (EUA), Mestre em Música (MM) pela Universidade de Wyoming (EUA) e Bacharel em Canto pela Universidade Federal de Goiás. Desde 1992, é professor na Escola de Música e Artes Cênicas da UFG, onde rege o Coro de Câmara e atua nos cursos de Graduação e Mestrado, nas áreas de performance e musicologia histórica. Email: figaretto@gmail.com

Antônio Sérgio Teles Chagas

Foto

Pedagogo especialista em Arte-Educação pela Faculdade São Luis de França, teve a sua formação em regência coral com os professores Nelson Mathias e Célia Bretanha Junker. Participou de vários painéis de regência promovidos pela FUNARTE, sendo que no X Painel de Regência FUNARTE participou ministrando oficinas, além de cursos de aperfeiçoamento profissional em Trelew/Argentina e La Serena/Chile. maestro_vivace@hotmail.com

Beatriz De Luca

Beatriz De Luca é Bacharel em Música, com habilitação em Composição e Regência, pela UNESP - Universidade Estadual Paulista e em Engenharia Civil, pela Escola Politécnica da USP - Universidade de São Paulo. Atuou em diversos espetáculos de teatro musical entre eles Vampiros na Bloodway - Morcegos in Concert de Walter Jr., excursionou pelo Japão em 2003; Guaiú, a Ópera das Formigas, do grupo Zambelê, Bem-Vindo a Bordo, de Walter Jr., Ihu Todos os Sons de Marlui Miranda, excursionou por Portugal em 1998; 2 Ihu Kewere: Rezar de Marlui Miranda. Integrou o madrigal renascentista Omnes Voces de 2001 a 2007; atuou diversas vezes junto ao coro da OSESP como cantora convidada e em 2006 atuou como solista sob a regência de John Neschling na Sala São Paulo no evento comemorativo dos dez anos de atividade do Projeto Guri. É regente do Coro da FESPSP - Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo desde 2002 e dos Coros Infantil e Juvenil do Colégio Móbile desde 2000. Fundou e dirigiu diversos coros comunitários, de empresas, faculdades e escolas. Se apresentou frente a várias orquestras paulistas como a Orquestra Cameramusica Funac de Taubaté, Allegro Coral e Orquestra, Orquestra Jorge Salim, Orquestra Acadêmica da UNESP, Orquestra de Câmara da UNESP, Orquestra da UNICAMP e OSSA - Orquestra Sinfônica de Santo André, na qual atuou como regente assistente de 2007 a 2008. Escreveu e dirigiu mais de 20 espetáculos musicais para seus coros. Nos dois anos em que colaborou com a OSSA, foi responsável pela concepção e direção dos concertos didáticos, entre eles A Máquina do Tempo apresentado no Teatro Municipal de Santo André e na Sala São Paulo. Foi responsável pela concepção da língua Oracolo e pela versão dos textos do repertório do concerto cênico A comédia do senhor Carlo Goldoni - crônica com música apresentado em 2007 pelo Coro da Camerata Antiqua de Curitiba. É co-autora de O Regente sem Orquestra, livro didático de regência orquestral, lançado pela Algol Editora em março de 2008. biadeluca@uol.com.br

Bontzye Sandoval

Foto

Bacharel em Regência Coral pela UFRGS, está radicado no Rio Grande do Sul desde 1980. Em seu currículo destacam-se inúmeros cursos-férias, painéis e reciclagens de regência coral. As viagens para diferentes eventos também é marcante, sua participação em vários festivais e encontros regionais, trabalhando com grupos corais. Seu trabalho também pode ser conferido nos arranjos vocais no repertório de grupos vocais do Brasil, da América e Europa. A participação nos estúdios começou na construção dos arranjos no CD Belo Belo, gravado pelo Coral Unisinos/RS, seguido por Metarmorfose Ambulante, gravado pelo Grupo TXAI/SC por TCE/RS, disco gravado pelo Coral do Tribunal de Contas do Estado do Rio Grande do Sul e Natal Brasileiro, gravado pelo Coral Dante Alighieri/SP. Foi professor substituto da UFRGS nas disciplinas de Canto Coral e Arranjos Vocais. Foi regente da Orquestra Juvenil na mesma instituição. Regeu a Orquestra Unisinos no II Festival de Inverno Unisinos como aluno de regência orquestral. Idealizou os arranjos e dirigiu a parte musical da encenação de Morte e Vida Severina, de João Cabral de Melo Neto, montagem da Oficina de Teatro da Unisinos. No Projeto Sinos Acorda, da Unisinos, foi professor de Teoria e Percepção Musical. Foi regente assistente do Coral Unisinos e do Coral do Meio Dia, um dos grupos do Movimento Coral Unisinos. bontzye@ig.com.br

Dalci Valentin

Foto

Formada em Artes - Licenciatura em Música, pela Fundação Universidade Regional de Blumenau -FURB, participou de várias Oficinas de Música de Curitiba - Regência, Coro e Prática de Coro Infanto-Juvenil; professora de Musicalização Infantil e Adultos-atuantes na Educação Infantil, apoiada na proposta pedagogica musical de Carl Orff e Dalcroze; participou do Quinteto de Violões da FURB; idealizou e coordenou o Grupo TXAI - coro de adolescentes do Colégio Sidonal Doutor Blumenau, num trabalho inovador de pesquisa, análise, interpretação e divulgação da Música Popular Brasileira na "cidade mais alemã do Brasil". Além do Grupo TXAI, rege também o Coro Infantil Viva Voz, do mesmo Colégio Sinodal, em Pomerode. É professora de Violão Popular. valentin.bnu@terra.com.br

Eduardo Carvalho

Foto

Nascido na cidade do Rio de Janeiro, iniciou seus estudos musicais aos seis anos. Piano e Flauta, na Escola de música da Universidade de Brasília, aos 09 começou a estudar violão, aos 13 ingressou no Canto Coral, aos 16 no estudo de contrabaixo acústico e aos 17 atuava como regente de coral. Na Universidade de Brasília (UnB) graduou-se em Composição, Regência Orquestral (Prof. Claudio Santoro), Licenciatura em Música e Especialização em Regência Coral. Em participações em festivais de música destacam-se o 1º lugar Concurso de Composição do Hino do Colégio Gisno, 1º Lugar da modalidade "Melhor Arranjo vocal e Instrumental" no II Festival do Departamento de Administração dos Servidores Públicos, 1º lugar na modalidade "Melhor Arranjo" no III Festival de Música dos Servidores da Caixa Econômica Federal (1984), 2º Lugar no X Festival de Coros do Jornal do Brasil (1986) - RJ, Nota Máxima no XIII Festival Internacional de Coros do Rio Grande do Sul (1988) e 2º lugar no XVIII Festival Internacional de Coros do Rio Grande do Sul (1993). Atualmente é Professor da Escola de Música de Brasília onde regeu diversos concertos. Na mesma escola foi coordenador de Coro e Orquestra no 29º Curso Internacional de Verão (2007) e, em 2008 coordenador do Curso de Instrumentos e Música de Câmara. Possui arranjos gravados por Coros no Brasil e no exterior e, eventualmente, atua como júri em festivais de coros, bandas, e concursos de composição. Atua também como produtor musical em arranjos instrumentais e mixagens de gravações de corais, compositores e cantores. Em 2005 foi homenageado com um Concerto intitulado "Corais in Concert" - "Tributo a um Maestro" com arranjos de sua autoria em reconhecimento aos arranjos compostos para os corais da cidade e do país pelo Coral Canto Vivo em Canto do CEUB - Centro Universitário de Brasília e Coro Juvenil e Coro de Pais e Mestres do Colégio Sigma no Teatro da Escola de Música de Brasília. Em 2007 no XIII Encontro de Corais de Empresas e Órgãos Públicos do DF - homenagem do "Coral HABEAS CANTUS" pelos serviços prestados ao fomento do Canto Coral em Brasília através de seus arranjos. Em outubro de 2008 homenageado pelo XXI Encontro de Coros de Brasilia/Coral Unicanto, pelos feitos em beneficio do Canto Coral. www.maestroeduardocarvalho.com edumusica@hotmail.com

Eduardo Morelembaum

Foto

Nascido em 1960 no Rio de Janeiro. Bacharel em música (Berklee College of Music), Clarineta (Uni-Rio), Regência (UFRJ) e Mestrado em Musicologia no Conservatório Brasileiro de Música onde apresentou a tese "Coral de Empresa um Valioso Componente para o Projeto de Qualidade Total". Integrou durante dez anos como clarinetista a Orquestra Sinfônica do Teatro Municipal do Rio de Janeiro (1985-1995) e durante três anos (1995-1997) a banda da cantora Gal Costa tendo se apresentado nas principais salas de concerto do Brasil e do mundo. É também intensa sua atividade de compositor e arranjador, tendo sido responsável pela direção musical de peças teatrais, vídeos, cds, além de grande atividade nos estúdios de gravação, evidenciada por trabalhos com nomes do porte de Tom Jobim, Gal Costa, Caetano Veloso, Chico Buarque , Gilberto Gil, João Bosco, Wagner Tiso, Adriana Calcanhoto, Los Hermanos, Ed Mota, Sandra de Sá, Martinho da Vila, Zeca Pagodinho, Lenine, Marisa Monte, Francis Hime entre outros, e ainda na criação de trilhas incidentais para novelas e mini séries da TV Globo, publicidade e cinema, tendo participado de importantes filmes brasileiros como “Quatrilho” (clarineta e clarone), “Deus é Brasileiro” (arranjos e regência), “Central do Brasil” (piano), entre outros. Trabalhou durante 4 anos (1998-2002) como tecladista , saxofonista e arranjador junto a banda de rock Titãs com mais de 400 apresentações no Brasil e na Europa.. Trabalhou como regente acompanhante da dupla Claudio Botelho e Claudia Neto e também da atriz Bibi Ferreira tendo dirigido importantes orquestras sinfônicas do Brasil. Em 2001 participou do projeto de popularização do Hino de Pernambuco tendo sido responsável pelos arranjos e regência das versões com banda sinfônica e orquestra sinfônica. Desde 1990 vem desenvolvendo trabalhos com corais de empresas já tendo dirigido os Corais da Shell, Coca-Cola , Cimento Portland Paraíso, Coral Ipiranga Petróleo, Coral do Inmetro , Coral do Sistema FIRJAN, Coral Vozes da Globo-PROJAC, Coral da Neoenergia e o Coral da Vale. Nos últimos anos vem realizando diversas palestras e vivências corais em congressos e encontros de empresas como Shell, Coca-Cola, Ipiranga, Inmetro, Sistema Firjan, Login, TV Globo, Norsa e Vale. Em 2012 recebeu o conjunto de Medalhas Pedro Ernesto, maior comenda da Câmara dos Vereadores do Rio de Janeiro pelos serviços prestados a cultura do Estado do Rio de Janeiro. Desde de 1999 vem realizando a direção artística da “Edhen Produções” , empresa especializada na realização de shows, concertos, corais , e eventos culturais com destaque para o Festival Coral do RJ em Alto Mar que é realizado anualmente a bordo de um grande navio reunindo corais de todo Brasil. Novelas, Mini Series e programas da TV Globo em que participou como maestro, arranjador e instrumentista assessorando os maestros Mú Carvalho, Rodolpho Rebuzzi, Alberto Rosenblit, Vitor Pozas, Armando Souza, Ricardo Ottoboni, Ricardo Leão, Tim Rescala, PH Castanheira, Guto Graça Melo, Eduardo Souto e Eduardo Lage: As Brasileiras Amor Eterno Amor Aquele Beijo A Teia Cama de Gato Caras e Bocas Chocolate com Pimenta Eterna Magia Guerra dos Sexos Império Morde e Assopra Páginas da Vida Paraíso Pé na Jaca Sete Pecados Tempos Modernos Tititi 3 Irmãs I Love Paraisópolis Além do Tempo Caldeirão do Huck Faustão Criança Esperança Especial Roberto Carlos Contatos: Edhen Produções Artísticas Ltda www.edhen.com.br edumorel@edhen.com.br 55 21 98881-8313 55 21 2265-9381

Edvã Barbosa

Foto

Desde 1994 como Regente de Corais e Coordenador na área de Música em Igrejas de Salvador. Minha experiência inclui o ensino de música em escolas específicas, experiência como violonista, baterista, baixista e tecladista em acompanhamento de corais e apresentações. Já tendo estagiado no Madrigal da UFBa como corista, estudado regência Orquestral e Coral com os Professores Paulo Novais, Ângelo Rafael, José Maurício e Èrick Vasconcelos da UFBa e, os maestros Gottfried Engels da Alemanha, Jorge Richeter dos U.S.A., Lígia Amadio da Argentina, Élder Camuzis e Lincoln Andrade do Brasil. Participação no Concerto Jovens Talento regendo a OSUFBa promovido pela Escola de Música da UFBa, como também montagem de ópera como a“ Cavalheria Rusticana” em Brasília e montagem de musicais como “ Os Saltimbancos, Paixão de Cristo e Sábado de Aleluia”. Atualmente coordenador dos Encontros de Corais da Justiça Federal. Formação Licenciatura em Música Sacra, pelo Centro Evangélico Unificado ( 1993 a 1997 ) Composição e Regência, pela UFBa ( 1998 - ) Histórico Profissional Diretor de Música da Primeira Igreja Batista em Pirajá Regente dos Corais: Coral da PIB de Pirajá Coral Renascer, em Santo Inácio Coral Comunitário de Arenoso Coral do Cema Coral Renascer Coral Cant’Cris Professor de Introdução à Música da FATER, Faculdade de Teologia do Recife Professor de Canto Coral do Centro Educacional Aquários Fundador e Regente do Projeto Vozes Mirins de Pirajá Fundador e Regente do Coro Gospel de Pirajá Coral Mota Fonseca Coral Intermarítma Atividades Atuais Regente dos Corais: Coral da CBPM, Companhia Baiana de Pesquisa Mineral Coral da Justiça Federal Coral IBVA Coral MISA Qualificação II Seminário de Música Sacra, Associação Batista do Salvador ( 1993 ) I e II Seminário Acadêmico Cultural, Centro Evangélico Unificado ( 1996 e 1997 ) XVI e XVII Seminário Internacional de Música da Escola de Música da UFBa ( 2001 e 2002 ) XXVI Curso Internacional de Verão da Escola de Música em Brasília ( 2003 ) XIX e XX Seminário Internacional de Música da Escola de Música da UFBa ( 2004 e 2005 ) XXVIII Curso Internacional de Verão da Escola de Música em Brasília ( 2006 ) Mais informações: Face: Edvã Barbosa, fotos pasta “ Trabalho” youtube: https://www.youtube.com/watch?v=mtcywf7ikIU https://www.youtube.com/watch?v=xeYfutDuF6w https://www.youtube.com/watch?v=t6GMGICawu8 https://www.youtube.com/watch?v=SEm2pZey9NI edvabarbosa@yahoo.com.br

Eunice Rangel

Foto

Iniciei estudos de música com professores particulares de piano e, em 1973, ingressou no Conservatório Carlos Gomes em Campinas – SP, onde concluiu o curso de Piano Erudito. Em 1976, cursou Música Sacra no Seminário Teológico do Sul do Brasil, no Rio de Janeiro, tendo órgão como matéria principal, além de Regência Coral, Canto, Harmonia, Composição, Arranjo, Contraponto e Psicologia. Nessa época, foi pianista titular do Coro do Seminário. Em 1982, iniciou o curso de Composição e Regência na UFBA, Ainda em 1982, participei de Painéis de Regência Coral, cursos e seminários em vários estados do Brasil, tais como: Técnica Vocal e Dinâmica de Coro – APEMBA (Associação de Professores de Educação Musical da Bahia); Simpósio de Música Sacra - Seminário Teológico do Norte do Brasil - Recife/PE; Desenvolvimento de Equipe de Recursos Humanos - Dorsey, Rocha e Associados; Técnica de Condução de Reuniões - Companhia de Eletricidade da Bahia; Cultura Organizacional e Cultura Grupal com a Profa. Edla Lanzer; "A Voz como meio de expressar as emoções, na saúde mental" - Associação Baiana de Musicoterapia – UCSAL; Introdução à Musicoterapia, com a Dra. Clementina Nastari – UCSAL; Painéis de Regência Coral em: Brasília, Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro, Londrina, São Paulo; Coral Infantil com o Prof. Teruo Yoshida.; Técnica Vocal com a Profa. Lúcia Passos; Método Willems e Vivências Musicais, com a Profa. Carmen Mettig Rocha; III Curso Internacional de Regência Coral, promovido pela Oficina de Canto Coral do Rio de Janeiro, com o Maestro André Thomas ; Composição e Arranjo e Música no Computador 1º Curso de Música do Instituto Adventista de São Paulo; IV Fórum Rio Acappella de Música Vocal; Convenção Nacional da Associação Brasileira de Regentes de Coros. Desenvolveu as seguintes atividades profissionais em São Paulo e Rio de Janeiro de 1976 a 1981: Professora em Clínicas Musicais - Movimento Coral do Estado de São Paulo; Regente do Coro Infantil do Conservatório Musical Carlos Gomes - Campinas/SP; Regente do Coro Jovem da Igreja Batista de Ipanema - Rio de Janeiro; Regente do Coro da Faculdade Teológica Batista de Campinas/SP; Professora de Educação Artística no Colégio "João Thienne" - Nova Odessa/SP; Regente do Coro de Adultos e do Infanto-Juvenil na Primeira Igreja Batista em Americana/SP. Drigiu os seguintes grupos vocais: Coral COELBA, Coral Infantil da Escola Geraldo Tavares, Coral do BANEB, Coral de Pacientes de Geriatria do Hospital S. Antonio, Coral da APCEF, Clube Tempo de Viver, Corais adulto e infantil da Câmara Municipal de Salvador, Coral da Associação Pró-Idosos da Bahia, Coral da Igreja Batista de Nazareth, Coral SIMCHAH da Igreja Batista Sião, Coral da SOGIBA (composto por Médicos Ginecologistas (a Sociedade de Ginecologia da Bahia, Coro Tom Maior (trabalho terapêutico e artístico com a Terceira Idade), Coral da Secretaria da Fazenda, Coral do Hospital Salvador, Coro da Escolania de Pequenos Cantores do Mosteiro de S. Bento da Bahia, Coral da Câmara dos Dirigentes Lojistas, Grupo Samarina e Coral Intermezzo. Entre os vários arranjos de MPB para 4 vozes que elaborou, além de bastante executados nos Encontros de Corais na Bahia e em outros estados, alguns foram gravados por corais: Sapato velho – Claudio Nucci, está no CD “Nascente”, Grupo Vocal Vivace, regente Antônio Sérgio Teles; Amanhã – Guilherme Arantes e Começaria tudo outra vez – Gonzaguinha, no CD Coral da Telebahia, regente: Hamilton Lima; Amanhã - Guilherme Arantes (com a participação do compositor), no CD Cantando o Meio Ambiente, Coral CETREL, regente: Alcides Lisboa; Salva Salvador – Renê Peixinho Cordeiro, Baianidade Nagô – Evany e Pout-pourri Brasil no CD Cantos da Bahia, Coral Deten Química, regente Paulo Novais; Primavera – Cassiano e Rochael, Encontros e despedidas – Milton Nascimento e Fernando Brant no CD Coral Petrobras, regente : Gilmar Mendonça; Encontros e despedidas no CD Preamar, com o Coral Todo-tom da UFRJ, regente: Maria José Chevitarese; Brincar de viver – Guilherme Arantes e Jon Lucien e Swing low – Negro Spiritual, com o Coral da Secretaria da Fazenda - Salvador, regente: Eunice Rangel. rangellmusic@yahoo.com.br

Everaldo Cassimiro

Foto

Everaldo Cassimiro nasceu em 1972 na cidade de Guarujá, SP. Iniciou seus estudos musicais ao violão com nove anos de idade. Aos doze já fazia transcrições e arranjos e aos quatorze anos já atuava como regente de coro. Em 1989, ingressou na Escola Municipal de Música de São Paulo no curso de trombone erudito. Estudou arranjo e regência orquestral com o maestro Luis Gustavo Petri e regência de banda sinfônica com a maestrina Mônica Giardini. Participou do Painel FUNARTE de regência coral e de outras oficinas com os maestros Walter Lourenção, Ana Yara Campos, Samuel Kerr, Eduardo Lackschevitz, Daniel Havens (orquestração e transcrição) e André Hosoi (percussão corporal). Integrou o Coral Municipal Zanzalá de Cubatão, onde atuou como cantor, músico, arranjador. Participou dos espetáculos do coral infantil do Projeto Curumim SESC-Santos, “Tem Curumim na Arca de Noé” (2007), “O Circo Cheio de Lua” (2008) e “Sapo vira Rei vira Sapo” (2009) como tecladista. Foi autor dos arranjos em comemoração dos 15 anos do Coral Infantil "Canto Mágico" Petrobrás (2009). Na área pedagógica, foi professor de trombone nas escolas Dó4 e Escola Simonian de Música (Santos), professor de teoria e percepção do Projeto BEC (Banda-Escola de Cubatão) e supervisor educacional de canto coral, teclado, musicalização infantil e fundamentos da música do Projeto Guri. Como solista, tocou a frente da Orquestra Jovem da UniSantos e da Orquestra Sinfônica Municipal de Santos, onde foi um dos vencedores do concurso de solistas da orquestra, no Teatro Coliseu em 2012. Atua tanto na música popular como na música clássica. Entre as formações em que participou estão a Banda Jazzileira (Santos), CIA Instrumental (Santos), Jazz Big Band, Orquestra Sinfônica Juvenil do Litoral (SP), Banda Sinfônica Municipal de Cubatão, Orquestra do Teatro Maggio Musicale Fiorentino (ITA), Orquestra do musical “Bibi in Concert 2” (SP), Orquestra e coro Baccarelli, Atrium Jazz Big Band, Orquestra de Câmara da UniSantos, Orquestra do Porto de Santos (OPOS) e as orquestras dos festivais de Campos do Jordão, Londrina e Poços de Caldas (Festival das Montanhas). Tocou sob a regência de Lutero Rodrigues, Júlio Medalha, Zubin Mehta (IND), Laszlo Marosi (HUN), Luis Gustavo Petri, Daisuke Soga (JPN), Dr. Jay Dean (USA), Dr. Richard Rosemberg (USA), Jan Van der Roost (BEL), entre outros. Gravou com diversos artistas e foi diretor musical de gravadora e editora independente. Tocou ao lado de artistas como Wilson Simonal, Roberto Sion, Vernon Neilly (USA), Zé Rodrix, Osvaldinho do acordeon, maestro Luíz Arruda Paes, Robson Miguel (BRA), Vinícius Dorim, Hermeto Pascoal, Roberto Sion, Filó Machado, Lula Barbosa, Perla, Danilo Caymmi e André Mehmari. Email: everaldo.trombone@gmail.com

Fátima Calixto

Foto

A regente Fátima Calixto nasceu em Franca, São Paulo. É licenciada em Educação Artística e Música. Com formação clássica pianística, foi detentora de vários prêmios em concursos de piano e festivais de coros. fatimacalixto08@gmail.com

Gilberto Perissinotto

Foto

O paulistano Gilberto Perissinotto é Engenheiro de Sistemas, músico amador (violão e canto) e estudante tardio de música. Só começou a cantar em grupos vocais e estudar música em 2001, depois de criados os filhos, quando passou a dar expediente de barítono nos grupos Coralusp, Canto Coral Exsultate, Cantares, Piacere e Audi Coelum, onde teve oportunidade de conhecer amplo repertório vocal e de iniciar seus estudos de teoria musical e técnica vocal. Incentivado e orientado pela Maestrina e Mestra Vera Novack começou a editar partituras e a fazer arranjos. Atualmente estuda harmonia e seu grande prazer é fazer arranjos vocais "a cappella" para músicas que considera pouco divulgadas ou para obras de compositores amadores. periskopio@ig.com.br www.trovocanto.com.br

Hamilton Florentino dos Santos

Foto

Nascido em Recife-PE, em 19/10/1956, já nasceu com o dom predestinado à Música e teve seu primeiro contato teórico musical quando ingressou no grupo de alunos da Banda de Música administrada por um Tenente do Exército, aposentado, onde aprendeu a arte do solfejo e de teorias da Música. Profissionalizou-se em 1978 e ingressou nos quadros da OMB-PE, em janeiro de 1981. Em 1989, ingressou na UFPE (Universidade Federal de Pernambuco) onde formou-se em Licenciatura em Artes Plásticas (1989/1995) e em Licenciatura em Música (1995/2001). Durante os estudos acadêmicos, ingressou em 1990, no Coral CANTO DA BOCA, do Deptº. de Música da UFPE, sob a regência do Prof./Doutor Nelson de Almeida. Fez parte, como coralista de vários corais de Recife, entre eles: Associação Coral Nossa Música, Madrigal do Recife, Coral da ASSEFAZ-PE (Como convidado). É regente de uma orquestra de cordas de uma agremiação carnavalesca (Bloco Carnavalesco AMANTES DAS FLORES de Camaragibe-PE) e é Produtor Musical e Professor de Educação Musical da Rede Estadual de Ensino do Estado de Sergipe. Em 2016, produziu um arranjo de uma suíte nordestina, com trechos de músicas gravadas por Jackson do Pandeiro e Marinês, para o Coral VOX GAUDIUM de Gurinhanhém-PB e produziu vários arranjos corais para a ASSOCIAÇÃO CORAL NOSSA MÚSICA, Coral AFAG-LUZ, CORAL VALORES DO RECIFE e para a Banda Vocal FREVOCAL. E-mail: maestrohamilton@ahoo.com.br FACEBOOK: https://www.facebook.com/maestrohamilton

João Evaristo Silveira

Foto

Nascido na cidade de Luz/MG em 02 de agosto de 1976, João Evaristo Silveira Júnior, é filho de João Evaristo da Silveira e Angélica Alves de Azevedo é o mais novo dos nove irmãos e bem cedo já se interessou pela música. Aos dez anos de idade, juntamente com um grupo de amigos, ingressou e nas aulas de música da Lira Musical São Sebastião, isso em meados de 1986. Seu primeiro professor de música foi o maestro da Lira na época o Sr Eustáquio Pinto da Fonseca (Taco), hoje atual 1º trompetista da Lira. O primeiro instrumento que aprendeu, foi um trombone de pistos. Mais tarde no ano de 1988, quando a Lira Musical São Sebastião adquiriu um instrumento sousafone, por necessidade foi incentivado a aprender aquele instrumento que, o executou por aproximadamente oito anos. Durante este período, devido a liberdade e confiança que o maestro o deu, teve a curiosidade de aprender outros instrumentos de sopro como, por exemplo, o Trombone de Vara que até então não tinha ninguém na cidade que tocava o instrumento e a Banda possui dois que estavam parados. Para aprender a escala e tocar o trombone de vara, procurou o saudoso músico “Tonho do Tide” na época ex músico da banda que tinha uma pequena noção da escala do mesmo e que se dispôs em orientá-lo. Em apenas duas visitas ao ex-músico aprendeu a tocar o instrumento e aos poucos foi aprendendo a tocar todos os outros instrumentos que tinham na Lira como os instrumentos de palhetas e de Bocais. Em 1994 a convite do músico Darci Braga de Lacerda e também do saudoso maestro Carlos Ribeiro da Silva, maestro na época da cidade de São Gonçalo do Pará/MG, foi convidado a participar da Orquestra Vereda Tropical da cidade de Divinópolis/MG, onde atuou como trombonista durante quatro anos. Em 1996, a convite do Maestro Luiz Carlos Fernandes, ingressou na Escola Municipal de música “Maestro Ivan Silva” também na cidade de Divinópolis para exercer o cargo de professor de sousafone, onde trabalhou até o final de 1998. Entre o período de 1997 e 1998 também atuou como trompetista da Banda Íkaro, banda de Pop rock também na cidade de Divinópolis. Em 1998 a convite do presidente da Lira o Sr Geraldo Magela Silva exerceu a função de vice-presidente da banda e poucos meses depois para assumir a função de maestro da banda onde atua até hoje. No período de 2001 e 2003 teve também a oportunidade de exercer a presidência da Lira. Desde 1992 faz algumas composições, cria melodias para letras e também faz e cria arranjos instrumentais (instrumentação completa para bandas de música). O maestro compôs em 1996 uma linda melodia como proposta de “hino da cidade de Nova Serrana” quem em 2009 foi votado pela câmara de vereadores de Nova Serrana e aprovado como HINO oficial à Cidade de Nova Serrana. Como compositor, João Evaristo tem números Dobrados espalhados por bandas de todas as partes do Brasil. Já participou de festivais, concursos de dobrados e outras peças escritas para bandas de música inclusive participou com um de seus dobrados do 1º Concurso de Dobrados de Recife/PE quando ficou com a segunda colocação com a música 100 ANOS UNIÃO DOS ARTISTAS. Hoje a Lira Musical São Sebastião conta com 80% de seus componentes músicos que iniciaram seus estudos musicais com o maestro João Evaristo, “Isso para mim é muito bom e especial, pois ver aqueles alunos que ingressaram nas aulas de música sem saber uma nota musical se quer, hoje tocando seus instrumentos e fazendo parte da banda e muito gratificante”, afirma o maestro. A única coisa que incomoda o maestro e que muito destes alunos acabam abandonando a banda, mesmo depois de passarem por vários meses ou anos nas aulas teóricas e práticas, mesmo depois de já estarem tocando bem seus instrumentos. Todo ano as bandas acabam perdendo de três a quatro músicos, explica o maestro, por isso temos que manter as aulas de música que são mantidas gratuitamente a população local. Já uma grande alegria que o maestro teve, foi em parceria com a Secretaria Municipal de Educação e Cultura de Nova Serrana em 1998 bem quando retornou de Divinópolis. Foi quando formou a grande banda marcial da Escola Municipal “Dona Maria Rosa Soares” do bairro planalto isso em apenas dois meses de ensaios com jovens que nunca tinham se quer pegado em um instrumento musical. Foi muito bonito e gratificante diz o Maestro, ver todos aqueles jovens apresentando pela primeira vez no desfile cívico de sete de setembro de 1998. O público foi completamente surpreendido quando vira pela primeira vez aquele grupo de aproximadamente 100 jovens de um bairro que na época tinha grande fama de bairro perigoso. A formação da banda marcial contribuiu muito para começar a mudar a ideia dos cidadãos nova serranense a respeito do bairro. Muita gente ao ver a banda desfilando pela primeira vez perguntavam de onde, de qual cidade era aquela banda. Tudo isso o maestro diz dever ao grande apoio que recebeu e recebe até hoje de sua família, por completa, desde o primeiro dia que foi participar de sua primeira aula de música em 1986. Hoje graças ao trabalho que exerce na regência da banda, a Lira Musical São Sebastião é reconhecida até mesmo nacionalmente através de intercâmbios que faz com vários músicos de todo o Brasil.

José Mirabeau

Foto

É natural do Rio de Janeiro /RJ, nascido no bairro das Laranjeiras em 14 de março de 1979. Cursou o bacharelado em música na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), desenvolvendo estudos simultâneos na área do canto lírico (com a soprano Nilze Miriam Vianna, da UNIRIO), do violão (com os violonistas Nelson Caiado e Leo Soares, da UFRJ) e da regência coral (com o renomado maestro Júlio Moretzsohn, da UNIRIO). Integra o célebre conjunto de câmera Calíope, com o qual já gravou alguns CD's e se apresentou diversas vezes, tanto no Brasil quanto no exterior (França, Alemanha, Portugal e Espanha). Junto ao Coro a Capella da Associação de Canto Coral (ACC), também realizou importantes concertos em países do Mercosul (Argentina, Chile e Uruguai), em projetos apoiados pelo Itamaraty. Faz parte do Coro Sinfônico do RJ, cuja atuação tem sido ladeada por grandes orquestras como a Orquestra Petrobrás Sinfônica e a Orquestra Sinfônica Brasileira, sob a regência de nomes como Ennio Morricone, Yeruham Sharovsky, Isaac Karabitchevsky, Roberto Minczuk, Henrique Morelembaum, dentre outros. Por anos, atuou como diretor de música da tradicional Igreja Presbiteriana de Copacabana – amplamente reconhecida por sua tradição em música coral -, na qual dirigiu o sacro Coro Haydéa Moraes e, há dez anos, produz a série de concertos ARTE NA IGREJA. É fundador do Coral Transpetro TABG (empresa do Grupo Petrobras) e também do Coral AMBEP-RIO (Associação de Mantenedores-Beneficiários da PETROS). Email: josemirabeau@gmail.com

Leonardo Cunha

Foto

É mestre em Música e bacharel em Violino pela UFMG com vários cursos de especialização nacionais e internacionais. Violinista, pianista, arranjador e maestro atuante junto a diversos artistas brasileiros, tem sido bastante reconhecido também no cenário internacional, principalmente por suas atividades junto à Orquestra de Câmara OPUS como arranjador, diretor e maestro. Já trabalhou com artistas como Roberto Menescal, Emílio Santiago, Pery Ribeiro, Leila Pinheiro, Danilo Caymi e Derico, entre outros. É responsável pelos arranjos exclusivos do Festival de Corais em 2003, 2006, 2007 e 2008. Nas duas últimas também é compositor.

Lincoln Andrade

Foto

Lincoln Andrade é considerado um dos maiores regentes de coro da atualidade e possui doutorado em Regência Coral pela University of Kansas (EUA), mestrado em Regência Coral pela University of Wyoming (EUA), e é licenciado em Música pela Universidade de Brasília. lincoln.andrade@uol.com.br

Luiz Piquera

Foto

( compositor / arranjador / regente ) é um dos criadores da ACCO – Associação Cultural Coro e Osso e regente do Grupo Vocal Coro e Osso. Licenciado em Música e Graduado em Violão pela Universidade de Ribeirão Preto – UNAERP, atuou em vários grupos como instrumentista, cantor e regente. Com o Grupo Vocal Coro e Osso lançou, em 2002, o CD “ALIÁS – Grupo Vocal Coro e Osso canta Djavan”, composto por 13 arranjos de sua autoria sobre canções de Djavan. Com o espetáculo de divulgação deste trabalho, dirigiu o grupo em apresentações por diversas cidades, destacando-se São Paulo (SP), Maceió (AL), Fortaleza (CE) e Cidade do Porto ( Portugal ). Dirigiu, a convite do SESC Araraquara, os espetáculos “Motor da Luz” (2003) e “Maestro Tescari – Da Capo ao Filme” ( 2005 ). Em 2007 lançou o CD “OUTRO – SUÍTE MÚSICA VOGAL”, apresentando a obra ( homônima ) inédita de sua autoria para dois coros, solista e percussão, com a presença do Grupo Vocal Coro e Osso, Grupo Vocálice, da soprano Valderez Mendes e a participação especial do percussionista Caito Marcondes. OUTRO – SUÍTE MÚSICA VOGAL é também o nome do espetáculo dirigido por Luiz Piquera e Alexandra Mariani. Este espetáculo teve sua estréia em novembro/2007 em Matão e já foi apresentado em Araraquara ( SESC ), Ribeirão Preto ( I e II Festival Nacional de Coro Cênico ), São Carlos ( Teatro Municipal ) e São Paulo ( Teatro Cultura Artística ). Em julho de 2008, ministrou, como regente convidado, o mini-curso de canto coral da IV SEMU – SEMANA DE EDUCAÇÃO MUSICAL e do I SEMINÁRIO DE EDUCAÇÃO MUSICAL promovidos pela UFC – UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ. Em 2008 e 2009 realizou com o Grupo Vocal Coro e Osso uma série de apresentações do espetáculo “MÚSICA E RELIGIOSIDADE” dentro do Projeto “Ouvir para Crescer”, produzido pela Sociedade de Cultura Artística, contando também com a participação da cantora Fortuna e dos Monges do Mosteiro de São Bento. Em outubro de 2011, apresentou o espetáculo “TEMPORAL”, com o Grupo Vocal Coro e Osso, na cidade de Santiago, no Chile. Em 2012, desenvolveu, a convite do SESC-Araraquara, o espetáculo “OUTRO -ASSENTAMENTO INSTÁVEL”, baseado na obra “OUTRO – SUÍTE MÚSICA VOGAL”, de sua autoria, propondo uma nova linha de pesquisa performática para a música vocal, onde o público se posiciona em meio ao espaço cênico. Este projeto foi desenvolvido pelo Grupo Vocal Coro e Osso especialmente para o Festival de Inverno do SESC-Araraquara. Em 2013 este espetáculo foi apresentado no Teatro Universitário da Universidade Federal do Ceará em Fortaleza. Em 2015, estreou, em Matão, o novo espetáculo do Coro e Osso: “Cántame”. Tem ministrado cursos e oficinas sobre canto coletivo em diversas cidades e atuado com diversos artistas parceiros em outros trabalhos, entre eles Fortuna, Alzira Espíndola, Cida Moreira, Ana Salvagni, Paulo Freire, Caito Marcondes, Camerata São Paulo entre outros... Para maiores informações, acesse: www.coroeosso.com.br email: l.piquera@uol.com.br

Lydia de Godau

Foto

• Musicista; • Regente de corais (infantis, juvenis e de adultos) na zona Norte de São Paulo; • professora de piano, flauta, teclado, com cursos e especializações na área; • Participou do Curso de Regência Artística e Dinâmica - Indianápolis - Estados Unidos,com maestro Henry Leck da Universidade de Butler; • Foi convidada para: The Event Annual National Choral Festivals at Carniegie Hall, NY , EUA. Qualificações: • Professora de: Piano, Flauta Doce, Orgão, Teclado, Percepção Musical (Método Orff e Dalcrose); • Teoria, História da Música e Técnica Vocal; • Regência Coral: adulto, juvenil, infantil; • Workshops de Regência Coral: Qualidade de Vida, Canto Coral, Iniciação musical; • Fundadora e Coordenadora do ECOART - Movimento dos Regentes de Corais da Zona Norte (SP) em 1997; • Integrante do MICA (Movimento Infanto Juvenil Crescendo com Arte) • Composição de música para teatro (para a peça Tim e Tam amigos do Tarzan, Chapéuzinho Amarelo). • Arranjos para Corais: adaptações de letras, textos e algumas composições. Cursos e estudos: • Piano com Zimbo Trio (popular), com Armando Moura Lacerda (clássico), Teclado, flauta (Conservatório Moura Lacerda), Piano (Conservatório do Imirim, Conservatório de Santana e Moura Lacerda). • Regência Artística nos EUA, com Henry Leck (Indianápolis) 5 Cursos de Regência Internacional (Rio de Janeiro). Especialização em Canto e Qualidade de Vida • Experiência de 34 anos em regência coral. • Aulas de Regência em Ourinhos, São Paulo e Interior. • Workshops sobre qualidade de vida e música para professores e profissionais de várias áreas. • Repertório atualizado. • Aulas dinâmicas onde são trabalhados respiração, aquecimento corporal, vocal e vários tipos de exercícios que estimulam nos participantes o gosto pelo canto coral. ECOART - Movimento Coral da Zona Norte de São Paulo No ECOART, criado em 1997 por Lydia de Godau Pereira, são realizados vários projetos culturais durante do ano: • Música Vocal na Natureza – pela paz e meio ambiente. Na primeira metade do ano há um estudo comum , de músicas voltadas para o tema acima. Na Semana do Meio Ambiente (junho) , no Horto Florestal, se reúnem vários grupos vocais (200 integrantes) para cantar a natureza. • “Em Cantos de Outono” – há 19 anos realizamos este encontro de corais, onde a troca de experiências e a alegria imperam entre cerca de 30 corais e mais ou menos 600 coralistas divididos em blocos durante dois dias. Contamos com grupos vindos de Jundiaí, Rio Pardo, Itaquaquecetuba, Jundiaí, Búzios, Campinas, Vinhedo, Piracicaba e muitos mais abrilhantar esta festa. • “Música Vocal sem Fronteiras” - neste projeto recebemos grupos de fora do Brasil e às vezes de São Paulo. Em 2006 recebemos um coral de Pittsburgh : “Heinz Chapel Choir” e um coral de Porto Rico – “Pequenos Cantores de San Juan”. • “Natal Tropical” – músicas brasileiras de Natal são cantadas e ensaiadas por vários grupos vocais, fazendo do Natal uma verdadeira festa brasileira. • Cantamos no Teatro Municipal de São Paulo, nas estações do metro, livrarias, bibliotecas, etc • Saraus culturais também fazem parte deste movimento. • Neste ano 2017, nosso “Vozes na Primavera” (Encontro de Corais) – acontecerá nos dias 30-09 e 01-10, na Cidade de Mongaguá – no Teatro Raul Cortez – Avenida São Paulo 3465 – Balneário Umurama – Mongaguá - SP,

Marcelo Minal

Foto

Marcelo Minal nasceu na cidade mineira de Pedro Leopoldo, no dia 3 de janeiro de 1984, iniciando seus estudos musicais em 1998. Dois anos depois estreiou sua carreira musical como baixista e vocalista de uma banda local de rock e em 2003 se mudou para Belo Horizonte para investir em sua carreira. Desde então já trabalhou de diversas formas no meio musical: professor de canto e violão, instrumentista de banda (baixo e guitarra), músico de casamento (canto e teclado), cantor corista, transcritor, arranjador, maestro de corais e até ator/cantor de musicais ("A Pequena Sereia - Versão Estendida" e "Eu Não Sou Cachorro Não", pela Cyntilante Produções). Atualmente rege o Coral Vozes Do Campus (UFMG) Graduado em Letras (UFMG) e formado no Curso Básico de Canto Lírico (UEMG) atualmente cursa o Bacharelado em Regência (UFMG) estudando com a Professora Dra. Iara Fricke Matte (Coral Ars Nova) e piano clássico com Sérgio Aversa no Curso Básico da UEMG. Além de regente e multi-instrumentista é também transcritor e arranjador. Seus trabalhos já foram executados por corais, cantores e instrumentistas de diversos grupos de Belo Horizonte, São Paulo, Santa Catarina e até fora do país. Além disso, seus arranjos para grandes formações instrumentais já compuseram o repertório de muitos outros grupos, como a Orquestra de Sopros da Fundação De Educação Artística. marcelominal@yahoo.com.br www.marcelominal.com

Marcelo Recski

Foto

Formado pela Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo, Marcelo Recski é Educador Musical há trinta anos, sendo autor de livros didáticos nessa área, junto a importantes editoras. É regente e cantor de vários grupos vocais e corais de São Paulo. Seus arranjos são executados em várias partes do país. Comandou a direção musical de espetáculos cênico-musicais e a produção de CDs junto a gravadoras e editoras. Marcelo Recski, através de sua empresa – Diversão & Arte Eventos Culturais, também atua como produtor cultural. É também diretor-presidente da Associação de Regentes e Corais Infantis (ARCI)

Márcio Buzatto

Foto

Bacharel em Música com habilitação em Regência Coral e em Composição Musical pela UFRS. Foi "Laureado" por seu desempenho acadêmico em ambos os cursos. Logo, assumiu a cadeira de professor do seu curso (Regência Coral). Iniciou na música aos seis anos, no Coral Arautos do Grande Rei (Xaxim-SC), onde participou de inúmeros concertos nos mais reconhecidos teatros e de excursões artísticas pelo Brasil. Desempenhou várias funções incluindo a regência do grupo logo aos onze anos. Mais tarde, transferiu-se para os Canarinhos de Novo Hamburgo-RS, atuando como cantor do Coro, pianista acompanhador, professor de solfejo, flauta doce, piano popular e assistência do Coro. Participou de cursos e festivais de música em diversas áreas teóricas e práticas. Foi Monitor da disciplina de Canto Coral, de Contraponto e Fuga na graduação da UFRGS. Desempenhou ainda a função de professor de Teoria e Percepção Musical no curso de extensão, foi regente auxiliar e regente titular de diversos coros e grupos vocais do Rio Grande do Sul. Desenvolveu repertório coral "standard" para concertos com orquestras. Desenvolve repertório coral "a cappella", participando de festivais nacionais e internacionais e realizando concertos. Ultimamente o maestro tem atuado como regente convidado de orquestras, realizando vários concertos pelo Rio Grande do Sul com repertório para orquestra de câmara e coral-sinfônico. buzattomarcio@yahoo.com.br

Márcio Medeiros

Foto

O maestro Márcio Medeiros estudou graduação em Regência na Universidade Federal da Bahia e atualmente é licenciando em música pela mesma instituição. Atua como regente de corais há 17 anos, tempo este que esteve à frente de variados estilos de grupos - corais (religiosos, de empresas, estudantis ou ONGs, sejam de crianças, jovens, adultos ou de terceira idade ). Aprimorou-se em cursos com Robert Sund (Suécia), Diane Loomer (Canadá), Rodney Eichemberg (EUA), Gunta Malevica (Letônia) pela Oficina Coral Rio de Janeiro. Seu trabalho tem foco na música popular no qual tem 2 volumes de arranjos escritos para coros à 04 vozes. Estudou expressão corporal (profªs. Aline Gomes e Luciana Cirne) e Teatro Moderno (Grupo In Fluência) no interesse de trabalhar com corais performáticos. Atua também como diretor musical de bandas e grupos vocais a capella e participa como integrante da banda vocal SOVOX. Seus estudos na especificidade da voz o levou a estudar a técnica vocal da american Black music com o maestro Franklin Coolgarth, em Boston/EUA. É o idealizador e professor responsável pelo projeto Sunset Singers, para formação de cantores profissionais. Suas pesquisas apontam para a Sinestesia Musical – A emotividade criando sons. Email: maestromedeiros@yahoo.com.br Site: www.maestromedeiros.com.br

Pablo Trindade

Foto

Nasceu em Montevidéu e está radicado em Porto Alegre desde 1997. Estudou regência orquestral e coral, piano, contrabaixo e composição com renomados maestros. É criador do sexteto vocal Suíte Montevideo e do Coro Saint Dominique e ex-regente de diversos corais do Uruguai e da Argentina. Ministra oficinas de Regência e Liderança, Dinâmica Coral, Canto Grupal, Harmonia e Arranjos em Festivais e Encontros musicais nem diversos estados brasileiros (como no 4º Festival de Corais de BH, em 2006), em Montevidéu e 14 cidades de Uruguai e em Buenos Aires. Selecionado como representante do seu país pela Organização dos Estados Americanos e o Centro Interamericano de Música, para o curso de Jovens Regentes Orquestrais da América Latina e o Caribe, estudou na Venezuela, fazendo sua especialização em Regência Orquestral. Arranjos e composições suas integram o repertório de grupos vocais da América e Europa. É ganhador do "Prêmio Açorianos de Música 2004" como melhor intérprete de MPB, pelo CD Expresso 25. O seu espetáculo "Imaginário Sonoro do Brasil", no Theatro São Pedro (Porto Alegre) com o "Expresso 25", junto a Hermeto Pascoal e Aline Morena, foi considerado pelo público no jornal Zero Hora como o Melhor show do ano. http://www.expresso25.com.br pablotrindade@globo.com

Rafael Sales Arantes

Foto

Rafael Sales Arantes, filho de Lucia Sales Arantes e Gil Costa Arantes, nasceu em 20 de junho de 1980 na cidade de Aiuruoca, Minas Gerais. Teve seu primeiro contato com a música colonial brasileira durante as festividades da Semana Santa de 1985 em sua cidade natal. Em 1988 mudou-se com seus pais para Três Corações, onde, em 1989, estudando no Colégio de Aplicação do INCOR, atual Colégio de Aplicação da UNINCOR participou de aulas de coral com a professora Maria Aparecida Zabezuck. Zabezuck foi sua primeira professora de piano. Em 1991, juntou-se ao Conservatório de Música Maestro Marciliano Braga, na cidade de Varginha, onde estudou piano com as professoras Cida Vale e Eldah Drummond, até 1996, quando encerrou seus estudos musicais para se juntar à Faculdade de Odontologia. Formou-se em Odontologia em 2001. O interesse pela música colonial brasileira cresceu ainda mais quando editou toda parte musical da Semana Santa de Aiuruoca, ameaçada de acabar com a morte da maestrina local. Durante este período de edições, o compositor observou o uso dos instrumentos da orquestra e em 2002 compôs sua primeira peça para coro e orquestra, uma Ladainha de Nossa Senhora, dedicado a sua amiga Eva Cipriani. Em setembro de 2003 começou a compor seu Requiem em Dó menor, terminando a última parte, em dezembro de 2004. Depois disso vieram outras composições. Em 2008, teve seu primeiro trabalho executado pela Orquestra do Colégio de São Vicente de Paulo, na cidade de Niterói, sob a batuta de Israel Menezes, um Te Deum Laudamus. Mais tarde, o Te Deum foi executado durante o período 2009 - 2010 pela Orquestra Ribeiro Bastos, sob a batuta de Stella Neves Valle. Atualmente, o compositor fez pequenas composições para orquestras ligadas à música colonial brasileira. Seu Requiem foi citado no livro Hidden Fields, Book 1 Charles Ford, publicado nos Estados Unidos, em 2008, e teve sua première em 5 de novembro de 2016 no México, pelo Coro Sacri Cordis Jesu. Compôs os Hinos à Nossa Senhora da Penha: Salve Domina de Pinna à capella e o orquestrado, para solo de tenor a pedido de Wagner Barbosa para a Orquestra Mater Dei de Resende Costa, assim como toda Novena de Nossa Senhora da Penha. Rafael também faz arranjos de peças sacras para Orquestra e Corais. Possui um página no IMSLP onde disponibiliza todo material editado por ele, bem como suas composições e arranjos. http://imslp.org/wiki/Category:Arantes,_Rafael_Sales

Renate Stephanes Soboll

Foto

é Bacharel em Regência pela UNICAMP e Mestre em Performance Musical (regência) pela Universidade Federal de Goiás (UFG). Foi aluna do Maestro italiano Francesco La Vecchia e de Henrique Gregori Neto. Como regente de coro, atuou em vários estados (SP, GO, DF, AL e TO), sendo responsável pela formação de vários corais, como os corais da Unilever, e em Goiás com o Coral Universitário UFG. Foi regente do Coral da Petrobras da refinaria de Paulínia, SP, por 10 anos, gravando vários CDs. É arranjadora e pesquisadora de música brasileira. Foi professora de Regência, Canto Coral e Arranjo do curso de Licenciatura em Música da Universidade Federal de Alagoas (UFAL) e Professora do Curso Especial de Habilitação de Oficiais Músicos (CEHOM) da PM do Tocantins. Atualmente é Professora do curso de Educação Musical a Distância da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) e regente do Coral Municipal de Palmas no Tocantins e do Coral do TRE-TO. Email: r.stephanes@gmail.com

Roberto Rodrigues

Foto

Bacharel em Regência pela Universidade de São Paulo, teve como professores Aylton Escobar (regência), Gilberto Mendes, Mário Ficcarelli e Willy Corrêa de Oliveira (criação musical), Marcelo Jaffé (viola), Heloísa Zani (piano) e Lorenzo Mammi (análise e história da música), entre outros. Foi regente no Coralusp de 1989 a 2009, onde dirigiu vários grupos. Como arranjador, sua produção excede 120 obras. Fundou em 2004 o Audi Cœlum, grupo dedicado à música sacra, com o qual já apresentou importantes projetos temáticos como: Música Devocional Mariana, Música na Capela Sistina, Eucaristia, Música Vocal na Idade Média, Devoção na Espanha Renascentista, Salmos, Barroco Jesuíta, Villancicos e América Barroca. Entre as obras apresentadas pelo Audi Cœlum estão: Messe de Notre Dame (Machaut), Lamentationes Jeremiæ Prophetæ (Lasso), Missa Papae Marcelli (Palestrina), Antiennes "O" de l'Avent (Charpentier), Lauda Jerusalem (Vivaldi), Jephte (Carissimi), Passion nach dem Evangelisten Markus (Keiser), Messe de Requiem (Campra), Fontana d’Israel (Schein) e Vespro della Beata Vergine (Monteverdi). Como regente convidado esteve à frente do Coral Jovem do Estado de São Paulo (Officium defunctorum - Victoria) e do Coral Metropolitano Mário de Andrade (Festino della sera del giovedì grasso avanti cena - Banchieri, Pestis Mediolanensis, Le reniement de Saint Pierre e Messe de minuit pour Noël - Charpentier). Foi regente do Coral Porto Seguro Seguros, Coral do Hospital Sírio Libanês, Coral São Luís e Coral Itaú Unibanco. Trabalha no Laboratório de Percepção e Análise Musical do Departamento de Música da Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo, onde também é convidado para reger programas com o Conjunto de Música Antiga da USP. Desde julho de 2016 trabalha na catalogação do acervo musical do Pe. João Lyrio Tallarico (1922-2009) no Arquivo Metropolitano da Arquidiocese de São Paulo. Email: bobs@usp.br

Rogério Moreira Campos

Rogério Moreira Campos nasceu em Amparo do Serra, MG. Com graduação em Trompete pela Escola de Música da UFMG, em 1977, na classe do prof. Ruy Durso. Participou da Orquestra de Câmara da EMUFMG (1972/1977). Integrou, ainda, o Quarteto de Metais da EMUFMG (1976/1977), primeiro grupo no gênero no estado e o Coral da EMUFMG. Participou também do Coral Madrigal Renascentista (1976/1977), sob a regência do Maestro Afrânio Lacerda. Trabalhou na Universidade Federal de Viçosa de agosto de 1977 a maio de 2012, atuando como regente do Conjunto de Sopros da UFV e coordenador de diversos grupos musicais integrados por alunos da instituição. A partir de 1983 assumiu a regência do Coral da UFV, formado só por alunos. Em 2001 participa da criação e assume a regência, também, do Coral Nossa Voz, integrado por funcionários da UFV. Coordenou e atuou como trompetista no Quinteto de Metais de Viçosa, com marcante atuação nas cidades da região e em escolas de Viçosa. Tem participado de diversos cursos na área de regência de Banda com os professores Reynaldo Coelho (Brasília/1979), Antônio Carlos Neves Campos, José Antônio Pereira e Wiliam Nichols (Campos do Jordão/1981) e João Batista Gonçalves(1997) Participou dos Cursos Internacionais de Regência Coral, Rio de Janeiro, da 4ª até a 9ª edição, tendo aulas com os professores Alberto Grau e Paul Oakley (1998), Eph Ehly, Denis Jewett e Josep Prats (1999), Robert Sund e Dianne Loomer (2000), Bob Chilcot e Janet Galvan (2001), Rodney Eichenberger e Gunta Malevica (2002), Juan Tony-Guyzman e Marjukka Riihimaki ( 2003). Atuou como regente e diretor musical da Orquestra Big Band Funcec, de João Monlevade – MG, de 2003 a 2007. Tem se dedicado a escrever arranjos para corais e bandas de música.

Tânia Vaz

Foto

Pós-graduada em música pela Universidade Federal de Goiás, com curso de especialização em Música Brasileira no século XX. Formou-se em piano pelo Conservatório Carlos Gomes, em Londrina. Dentre seus professores, estudou arranjo e composição com o Maestro Othonio Benvenuto e técnica vocal e canto com Walquiria Ferraz. Fez diversos cursos na área musical, especializando-se em musicalização infantil, técnica vocal, regência coral e arranjos vocais para canto coral. Seus arranjos são cantados em corais de todo Brasil. Trabalhou por dez anos na divisão de música da Universidade Estadual de Londrina, como pianista, arranjadora e ensaiadora dos corais daquela universidade com dezenas de concertos realizados no Paraná e outros estados brasileiros. Realizou concertos como integrante da Orquestra Sinfônica da UEL, a convite do Maestro Norton Morozowicz. Dirigiu vários coros infantis, juvenis e adultos. Tem ministrado diversos cursos em cidades do Paraná sobre os temas musicalização infantil, técnica vocal e regência coral, a pedido da Secretaria de Cultura do Estado, prefeituras e associações. Participou diversas vezes como jurada em festivais de intérpretes e de músicas inéditas. É uma das fundadoras da Academia de Letras e Artes de Umuarama. Autora de livros didáticos para musicalização infantil no ensino fundamental, seu material está sendo usado por várias escolas de música e escolas regulares em vários estados brasileiros. Integrante do Intermezzo Musica de Câmera, regente do grupo vocal da Escola Educativa e regente do grupo vocal da Escola Livre de Música e professora de canto popular. taniamvaz@yahoo.com.br

Tom K

Foto

Maestro Tom K Bacharel em música pela UFPB, fez especialização em música do século XX na UFPB e mestrado em regência coral pela UFBA. Chefe do departamento de Educação Musical e Professor onde leciona: história da música, canto coral, regência, violão, linguagem e estruturação musical. Membro fundador do Compomus. Como compositor tem três publicações pela universidade e como arranjador tem mais de 150 arranjos de MPB uma boa parte cantada por vários corais no Brasil e também veiculada na internet em vários sites de banco de partituras para coral. Há 3 anos é diretor musical do coral universitário da UFPB, regente do coro sinfônico da OSPB, regente do coral da APCEF e da camerata José Siqueira. maestrotomk@gmail.com

Vilcimar Garcez Corrêa

Foto

É Regente, Professor de Música, Musicalização Infantil e Técnica Vocal em São Luís do Maranhão. Tem especializações em Teoria Musica Solfejo, Ritmo e Harmonia, Piano Clássico, História da Música, Regência e Musicalização através do Método Kodaly de Solfejo-Docente (Hungria). Foi professor de música, teoria musical e técnica vocal em diversas escolas, fundações e igrejas. Regeu diversos corais adultos e infantis, tando participado ainda de festivais de corais pelo país. Além disso, acompanhou vários Corais como pianista e tecladista. É arranjador tendo gravado três CDs de grupos folclóricos. Têm arranjos musicais para coro misto e dueto. Trios, que vão da música popular a inúmeras adaptações de clássicos. garcez_musical@hotmail.com

Zeca Rodrigues

Foto

Zeca Rodrigues é músico carioca graduado pela UNI-RIO (Universidade do Rio de Janeiro), onde estudou com os professores Hélio Sena, Roberto Gnattali, Antônio Guerreiro, especializando-se depois em Regência com Carlos Alberto Figueiredo e em Arranjo com Vicente Ribeiro. zecarodrigues@yahoo.com