A Escola Estadual Doutor Arthur Bernardes, assim como todas as escolas do ensino estadual, teve no ano de 2014, uma mudança no horário. As aulas que tinham início ás 12h 30min passaram a ter início ás 13 h. Devido a essa mudança muitos alunos passaram a ficar um tempo maior em frente à escola. Desde então, a vice-diretora Maria da Conceição Cardoso Rachid e a diretora Vânia Siqueira passaram a ficar preocupadas com a segurança dos alunos, que agora ficavam mais tempo do lado de fora da escola. A vice-diretora conversou com o Thallys José Rodrigues De Oliveira, aluno dessa escola há 10 anos, sobre essa situação. Nesta mesma conversa já com um pensamento formado e informado da situação, o aluno propôe a criação de um coral visando resolver esse problema e também recuperar o canto coral de “Tia Querida”, antiga professora de Canto Orfeônico e fundadora do até então extinto Coral Arthur Bernardes, que agora voltaria com nome diferente. No dia 23 de Julho de 2014, aconteceu o primeiro ensaio do coral no Salão Nobre da escola, a partir daí a ideia cresceu e acabou tomando proporções curiosas. Em menos de seis meses o coral foi procurado pela Secretaria Municipal de Cultura de Sete Lagoas, para participar do Festival Zacarias, que homenageava o humorista. Ainda nesse ano surgiram vários outros convites como a participação no Serão Poético do Jubileu de Ouro do Clube De Letras De Sete Lagoas, a participação no Recital De Natal da prefeitura, e a participação na missa de natal da Lagoa de Santo Antônio -Jequitibá. Hoje, com dois anos desde sua fundação e agora com 3 vozes mistas, o coral é bastante elogiado por intelectuais da cidade de Sete Lagoas, e também de Jequitibá e região; muitos se disseram encantados com a singularidade desse coral que hoje é conhecido em muitos lugares do Brasil. No ano passado, participou do FIC (Festival Internacional de Corais), do Recital de Natal, fez seu primeiro concerto de Gala e participou de vários outros eventos da cidade. O coral recebeu o nome de “Andorinhas” pela ideia de que o canto de uma andorinha é muito singelo e quase imperceptível más quando o bando se junta, e faz seus sobrevoos é emocionante ouvir e ver a beleza que nos proporciona. Por isso que dizemos que uma “Andorinhas Sozinha Não Faz Canção”.