O Coro Universitário da UFRPE foi fundado em 04 de novembro de 1970. Seu objetivo é divulgar o canto coral junto à comunidade universitária através de um repertório eclético, abrangendo a música erudita, popular e folclórica, como também congregar os diversos segmentos da universidade num trabalho integrado reunindo professores, técnicos administrativos, alunos e membros da comunidade. Sua proposta está em proporcionar o canto em conjunto a toda e qualquer pessoa que sinta o desejo de cantar. Dessa forma, o Coro Universitário desempenha um papel unificador junto à Comunidade Universitária. Ao longo de sua atividade, o Coro Universitário representou com orgulho o nome da Universidade Federal Rural de Pernambuco. Participou de importantes eventos internos e externos, contagiando o público com seu amor pela música e pela Instituição. Sua participação em projetos sociais tem sido marcante revelando assim a grandeza da unidade de sentimento que une os seus participantes. Da fundação até o ano de 1995 foi conduzido pela profª Wânia Gonçalves de Barros Dias, e como orientadora vocal, profª Dalvanira Gaudêncio (in memorian). De 1995 até 2018 foi conduzido por Evani Barbosa dos Santos servidora da UFRPE. Atualmente, o Coro vivencia um momento de transição devido à aposentadoria da Professora Evani e o recém nomeado Regente Alexandre Avellar. O Coro da UFRPE participa de diversos eventos dentro e fora da Universidade. Desde a sua fundação até hoje possibilita de uma inserção da música nos segmentos da sociedade. Encontros Acadêmicos, Semanas de Cursos, Simpósios, Instituições de Caridade são alguns dos locais em que o Coro apresenta seu repertório e leva sua arte e cultura. Além destes participa de Festivais de Coros, dentre estes se destacam: Festival Nacional de Coros de Empresa – FENACE, Festival Recifense de Coros – FEREC, Festival Maranhense de Coros – FEMACO, Festival Paraibano de Coros – FEPAC, Festival Internacional de Coros – Minas Gerais, Festival Pelos Verdes Campos de Minas – Minas Gerais. Com o objetivo de ampliar o conhecimento musical dos seus membros e da comunidade, o Coro da URFPE realiza algumas montagens, a exemplo de: As Sete Últimas Palavras de Cristo, de Theodore Dubois; Gloria, de Antonio Vivaldi; Misa Criolla, de Ariel Ramirez; Missa Brevis, de Wolfgang Amadeus Mozart; Romancero Gitano, de Mario Castelnuovo-Tedesco. Por fim, a multidisciplinaridade, presente na prática coral, interfere de forma positiva entre os participantes do Coro Universitário contribuindo, assim, para o desenvolvimento sociocultural de todos os seus membros.